Tudo da Florida

Como Emitir o Visto Americano F1 Estudante

Como Emitir o Visto Americano F1 Estudante

Neste post:

Visto Americano F1 - Estudante nos Estados Unidos 

O Visto Americano F1 - Estudante nos Estados Unidos, será registrado em uma página do seu passaporte brasileiro. Ele é imprescindível para qualquer pessoa que deseje estudar nos Estados Unidos 📚. Há diferentes de vistos, sendo os mais comuns, o de Turismo/Negócios (B1/B2) e o de Estudante (F1 Estudante e F2 Acompanhante).
Vamos colocar a lista de todos os vistos disponíveis, porém, explicaremos apenas sobre o Visto Americano F1 - Estudante nos Estados Unidos. Os demais, são vistos mais específicos e precisam ser analisados por um advogado de imigração.

  • A1/A2 - Diplomatas e funcionários de governos estrangeiros
  • A3 - Empregado doméstico portador de um visto A1/A2
  • B1 - Negócio/Conferência
  • B1/B2 - Negócio e Turismo (Visitante temporário)
  • C1 - Trânsito
  • C1/D - Tripulante de aeronaves ou embarcações em trânsito
  • CW-1  Trabalhadores em transição (somente CIMN)
  • D1 - Tripulante
  • DV - Imigrante de diversidade (Loteria de vistos)
  • E1 - Negociador por tratado/Filho de um E1/Cônjuge de um E1
  • E2 - Investidor por tratado/Filho de um E2/Cônjuge de um E2
  • E3 - Trabalhador Australiano especializado
  • E3D - Cônjuge ou Filho de um E3
  • F1 - Estudante
  • F2 - Cônjuge ou Filho de um F1
  • F3 - Estudante habitual
  • G1/G4 - Funcionários de organismo internacional
  • G-5 - Empregado doméstico de um portador de visto G1/G4
  • H1B - Ocupação de elevada especialização
  • H1B1 - Ocupação especializada que fazem parte do acordo de livre comércio (Chile e Singapura)
  • H1C - Enfermeiro em área de carência
  • H2A - Trabalhador agrícola
  • H2B - Trabalhador não agrícola
  • H3 - Estagiário
  • H4 - Cônjuge ou Filho de um H1B ou de um H3
  • I - Representante de meios de comunicação estrangeiros/Cônjuge ou Filho de um I
  • IR1/CR1 - Cônjuge de cidadão americano
  • J1 - Au-Pairs Visitante de intercâmbio
  • J2 - Cônjuge ou Filho de um J1
  • K1 - Noiva (o) de um cidadão americano
  • K3 - Cônjuge de cidadão americano aguardando aprovação de petição de visto de imigração I-130
  • L1 - Transferência intra-empresarial
  • L2 - Cônjuge ou Filho de um L1
  • M1 - Estudante
  • M2 - Cônjuge ou Filho M1
  • M3 - Estudante commuter
  • O1 - Capacidade extraordinária
  • O2 - Estrangeiro Acompanhante/Assistente
  • O3 - Cônjuge ou Filho de um O1 ou O2
  • P1 - Estrangeiro conhecido internacionalmente
  • P2 - Programa de intercâmbio de Artista/Profissional de Enterterimento
  • P3 - Artista/Profissional de enterterimento em programa cultural
  • P4 - Cônjuge ou Filho de um P1, P2 ou P3
  • Q1 - Visitante de um intercambio cultural
  • R1 - Trabalhador religioso
  • R2 - Cônjuge ou Filho de um R1
  • SB - Residente em Retorno
  • SD/SR - Trabalhadores Religiosos
  • SI - Tradutores/Intérpretes Iraquianos e Afegãos
  • T1 - Vitima de tráfico
  • T2 - Cônjuge de um T1
  • T3 - Filho de um T1
  • T4 Pai ou Mãe de um T1
  • T5 - Irmão de um T1
  • TN - Profissional NAFTA
  • TD - Cônjuge ou Filho de um TN
  • U1 - Vítima de crime
  • U2 - Cônjuge de um T1
  • U3 - Filho de um T1
  • U4 - Pai ou Mãe de um T1
  • U5 - Irmão (ã) de um T1

*Informação retirada do site oficial: https://ais.usvisa-info.com/

Dica muito importante: Sempre que precisar de um advogado na Florida, consulte no site: https://www.floridabar.org/

Passo a Passo 

O Visto Americano F1 e seus dependentes F2 são concedidos a estudantes que farão cursos com mais de 18 horas semanais em instituição credenciada.

1. Passo
Procure uma instituição credenciada a emitir o formulário I-20 e verifique quais são as exigências para a aplicação. Muitas das instituições aqui da Florida, tem funcionários brasileiros para que você possa tirar todas suas dúvidas por e-mail. Se não souber nada da língua Inglesa e a instituição não tiver um funcionário brasileiro, use o Google Translate. Tenho certeza que eles vão compreender muito bem e explicar tudo que necessita saber.

Todas irão te exigir um período mínimo de permanência e uma comprovação de renda suficiente para se manter no país pelo período contratado. Para cada dependente que for com você, o valor aumentará um pouco.
Essas exigências variam de instituição para instituição, assim como o período que você terá direito as férias. Com isso, pesquise bem com as instituições antes de tomar a decisão.

2. Passo

Após ser aceito pela instituição de ensino, ela te enviará uma carta de aceitação e o formulário I-20 devidamente preenchido com seu número SEVIS. Então, chegou a hora de você preencher o formulário DS-160. Para o visto de estudante, existem alguns campos específicos que você precisará informar, como o seu número do SEVIS e informações sobre a escola (nome, telefone, e-mail, endereço).
Mesmo que você já tenha preenchido o DS-160 para outro tipo de visto, como por exemplo B1/B2, você precisará preencher novamente.

Esse formulário precisa ser preenchido em inglês, mas você pode ver toda a tradução apenas colocando o ponteiro do mouse sobre as frases.

Visto Americano F1 - Estudante nos Estados Unidos - DS160

3. Passo

O próximo passo é pagar a taxa SEVIS no valor de US$200. Esse valor é fixo e você não precisa pagar para o F2.
Para realizar o pagamento é muito simples, mesmo o site sendo em inglês.
Vou dar um exemplo para ficar bem fácil o entendimento. O nome do aluno como exemplo é: João Medeiros Teixeira da Silva.

SEVIS ID: o número do seu SEVIS (informação presente no seu I-20)
Last Name: Seu último sobrenome (Da Silva)
Given Name: Seu Primeiro nome e seu nome do meio (João Medeiros Teixeira)
Date of Birth: Data de nascimento no formato: Mês / Dia do nascimento / Ano (Sim, por aqui, o formato é diferente e primeiro você informa o mês para depois informar o dia)

Visto Americano F1 - Estudante nos Estados Unidos - Taxa SEVIS I-901

Após realizar o pagamento, não se esqueça de levar uma cópia do seu recibo ao CASV e ao Consulado;

4. Passo

Você deverá agendar (Clique aqui para agendar) uma data para ir ao CAVS e outra para a sua entrevista no Consulado Americano.

Visto Americano F1 - Estudante nos Estados Unidos - CASV

Antes mesmo de comparecer no CAVS e no Consulado, você precisará optar por receber seu visto pelo correio que será cobrado uma taxa extra, ou retirar no CASV.

No dia das entrevistas, não esqueça de levar o passaporte, I-20 original, o formulário DS-160, a carta de aceitação da instituição, o recibo do pagamento do SEVIS e o comprovante de agendamento;

A entrevista é rápida e as perguntas serão objetivas (em português).
Não minta 🤥e seja sempre direto em suas respostas! Se te perguntarem, por exemplo, se você gosta de laranja, a resposta tem que ser: sim ou não.

Alguns Exemplos comuns que podem ser questionados no visto F1 e exemplos de respostas diretas:

  • Por quê você quer aprender a língua inglesa?

Exemplo de resposta direta: Para conseguir uma melhor colocação no mercado de trabalho.

  • Por quê escolheu Miami para estudar?

Exemplo de resposta: Por ter um clima parecido com a minha cidade natal.

  • Por quê escolheu essa instituição?

Exemplo de resposta: Por ter boas avaliações no Google.

  • Tem parentes que moram nos Estados Unidos?

Exemplo de resposta: Sim ou Não!

5. Passo

Se seu Visto Americano F1 - Estudante nos Estados Unidos for aprovado 😍, o consulado ficará com seu passaporte para que seja efetuado o procedimento e assim que concluído o processo, você será notificado por e-mail.

Fique Atento! 

A partir do momento em que a escola aceita a sua matrícula e emite o I-20 e a carta de aceitação, ela é responsável por manter o seu status de estudante. Por isso, ela irá reportar ao governo se você está cumprindo com os seus deveres (comparecendo às aulas, tirando boas notas, etc). Caso o estudante não cumpra com suas obrigações, poderá ter o seu  visto americano F1 - estudante nos Estados Unidos cancelado e consequentemente precisará retornar para o Brasil, correndo o risco de permanecer ilegalmente no país.

Para a emissão do I-20, a instituição de ensino precisará do seu passaporte válido e da cópia de um extrato recente de sua conta bancária – emitido nos últimos 60 dias – ou uma carta do seu banco em inglês, garantindo que você possui fundos suficientes para se manter nos Estados Unidos enquanto estiver estudando.
Geralmente as escolas de inglês aceitam um extrato simples impresso pela internet. Porém, algumas instituições podem ser mais rigorosas e exigirem o extrato impresso em carta timbrada e assinada pelo gerente do seu banco.

No caso de você não custear a própria viagem, o extrato deverá ser emitido pelo banco do seu responsável financeiro.

O valor mínimo necessário para a comprovação de renda é estipulado por cada escola. Ela define esse valor baseado nos custos da mensalidade, alojamento e alimentação durante o curso. A mensalidade é diferente em cada escola e o custo de vida varia de acordo com a cidade. Por exemplo, em geral, estudar em Orlando é mais barato que estudar em Miami. Não só pelo custo de vida, mas também pela média da mensalidade cobrada pelas instituições.

Antes de concretizar sua matrícula, verifique se a escola para a qual você se candidatou é autorizada pelo United States Department of Homeland Security (USDHS) e possui aceitação do The Student and Exchange Visitor Program (SEVP). Se ela for credenciada em ambos, poderá emitir o I-20. Confira Aqui se a sua escola é autorizada.

Quando o processo é feito pela própria escola, o formulário I-20 é enviado por FEDEX (Como se fosse um SEDEX, mas não passa pelos Correios do Brasil) e custa em média US$ 100.00 (cem dólares). Para agilizar o processo e conferência de dados, as instituições enviam um cópia do formulário I-20 por e-mail, pois com o número da SEVIS, já será possível pagar as taxas e agendar a entrevista no consulado. Mas fique atento, pois você precisa apresentar o I-20 original na sua entrevista.

Você pode estender a validade do seu visto de estudante, caso a escola aprove. Será emitido um novo formulário I-20 para você. Se decidir por mudar de instituição de ensino, a instituição atual precisa dar baixa no seu I-20. Em seguida, a nova escola ficará responsável em assinar o documento e assumir a transferência.

Em caso de cancelamento do seu I-20, você terá apenas 15 dias para que a escola emita um novo documento. Caso isso não ocorra, você precisará sair dos Estados Unidos.

A validade do seu Visto dependerá entrevistador. Na maioria dos casos, é concedido uma validade de 4 anos pro Visto Americano F1 - Estudante nos Estados Unidos.

É comum confundir o tempo de validade do visto com o tempo de permissão para ficar nos Estados Unidos. Por exemplo: se o seu visto foi concedido para 4 anos, mas seu contrato com a instituição foi de 6 meses, seu I-20 será válido por 6 meses. Você poderá renovar por exemplo, por mais 3 anos e meio, caso a instituição de ensino aceite e você tenha condições de comprovar a permanência financeiramente.

Ou seja, se eu recebi meu Visto Americano F1 - Estudante nos Estados Unidos com validade de 4 anos, o meu contato será com as instituições de ensino durante esse período, para manter sempre o I-2o válido. Não preciso me preocupar com o consulado.

A etapa de entrevista no consulado costuma ser a fase de maior preocupação. Infelizmente, alguns não conseguem ter o seu visto aprovado, e quando o visto é recusado, não é informado o motivo. Mas não se preocupe, pois a taxa de aprovação de vistos para estudantes é alta! Siga as orientações que passamos nessa matéria: Responda as perguntas diretamente, sem rodeios e muitas explicações, dê preferência por usar roupas um pouco mais formais e em hipótese alguma minta!

Espero que dê tudo certo e você consiga o tão sonhado Visto Americano F1 - Estudante nos Estados Unidos!

E se essa matéria te ajudar nessa conquista, nos deixe saber. Ficaremos muito felizes! 🤞

Boa Sorte!!! 😘


Se gostou dessa matéria sobre Visto Americano F1 - Estudante nos Estados Unidos, talvez você possa se interessar por: Conta bancária, Crédito e Aluguel nos EUA.